Com certeza, escutar o coração do bebê é o maior desejo das mamães e dos papais assim que descobrem a gravidez. Caso pudessem, certamente fariam isso a todo o momento, já que a sensação é a de ter seu pequeno em seus braços. 

Você sabia que isso é, sim, possível? Hoje em dia, há diversos aplicativos que permitem que mamães e papais escutem as batidas do coraçãozinho de seu bebê. 

Publicidade

Por outro lado, vale lembrar que essas ferramentas não podem substituir as visitas regulares ao médico e os exames pré-natais. Estes são e sempre serão fundamentais. Entretanto, é claro que ajudam a acalmar a ansiedade. 

Quer saber quais são? Então, siga acompanhando este artigo!

Aplicativos para escutar o coração do bebê

Rastreador de gravidez

Além de permitir que as mamães e papais escutem o coração do seu pequeno, este app funciona como um real monitor da gestação. Isso porque ele auxilia a gestante a detectar qualquer sinal duvidoso ou sintoma fora do normal durante esse período. Além disso, é possível compartilhar as anotações e dados com outras pessoas, como seu companheiro e seu médico, por exemplo. 

Publicidade

Android | iOS

Bellabeat

Este é, sem dúvidas, o aplicativo de acompanhamento da gestação favorito das futuras mamães. Além de possibilitar que elas escutem as batidas do coração do bebê, assim como a opção anterior, ele opera como um monitor da gravidez. Deste modo, é possível utilizar a ferramenta como um diário, indicando sintomas, horários de medicações e consultas médicas, por exemplo. 

Android | iOS

Frequência cardíaca do bebê

Este app é muito semelhante à dica anterior. Para escutar o coração do bebê com ele, no entanto, é necessário retirar a capinha do celular, uma vez que ela pode limitar a entrada de ruído no aparelho. Além disso, indica-se que a usuária coloque o dispositivo no modo avião, esteja em um local silencioso e posicione o aparelho na parte inferior do abdômen.

 iOS

Publicidade

Leia também: Aplicativos para descobrir se o bebê é menino ou menina

Quer saber mais dicas de apps? Então, continue acompanhando o Jornal Positivo!